Aprendiz Legal – Confira os Aspectos Legais e como Funciona

Arrumar o primeiro emprego é um grande desafio para adolescentes e jovens adultos brasileiros. Com a criação da Lei da Aprendizagem, essa realidade começou a mudar, já que o regulamento determina a contratação de jovens aprendizes por empresas de médio e grande porte. O Aprendiz Legal é um programa criado baseado nessa lei.

O intuito do programa é fortalecer a capacitação profissional e o acesso a empregos por jovens de todo o país, a partir de um curso de qualificação profissional e da experiência prática do mercado de trabalho.

Por isso, além de terem que fazer um curso profissionalizante, os participantes do programa também deverão cumprir uma jornada de trabalho. Como resultado, muitos brasileiros se capacitam e ingressam no mercado de trabalho através do Aprendiz Legal.

O que é

Aprendiz Legal – Confira os Aspectos Legais e como Funciona

O Aprendiz Legal é um programa criado para preparar, capacitar e inserir jovens brasileiros no mercado de trabalho. O programa é baseado na Lei de Aprendizagem, que afirma que empresas de médio a grande porte deverão contratar jovens entre 14 a 24 anos como aprendizes. A iniciativa conta com a parceira Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) e a organização social Gerar.

aprendiz legal

O contrato de trabalho pode durar até dois anos (e não pode ser estendido) e, nesse período, o jovem recebe treinamento prático e um curso profissionalizante.

A partir da iniciativa, milhares de jovens têm a oportunidade de desenvolver habilidades para o mercado de trabalho e conseguir o primeiro emprego. O objetivo do programa é justamente desenvolver a autonomia desses jovens, através da inclusão social e da capacitação profissional.

Dessa maneira, o Aprendiz Legal contribui para a inserção desses jovens no mercado de trabalho, combatendo, assim, a evasão escolar e o trabalho infantil. A partir dos benefícios recebidos no programa, como um salário e demais direitos trabalhistas, os jovens passam a ganhar autonomia, autoestima e independência financeira.

Como funciona

O programa Aprendiz Legal funciona seguindo as diretrizes da Lei da Aprendizagem. De acordo com essa lei, empresas de meio e grande porte deverão contratar jovens aprendizes para integrarem seus quadros de funcionários. A contratação é obrigatória e os jovens devem assinar um contrato de trabalho que define os seus deveres e benefícios que serão recebidos.

aprendiz legal

Para participar e se tornar um aprendiz, os jovens deverão se inscrever no processo seletivo das empresas que estejam contratando. Muitas empresas possuem programas de jovens aprendiz, como os Correios, Bradesco, Itaú, Grupo Pão de Açúcar, Magazine Luiza, Casas Bahia e muitas outras.

Os jovens poderão desempenhar funções em áreas administrativas, do comércio e varejo, logística, auxiliar de produção industrial, telesserviços, operador de computador, bancária, agronegócio e muito mais. O jovem será encaminhado para a área que estiver com disponibilidade dentro da companhia.

Além disso, será necessário realizar um curso de capacitação profissional oferecido por uma empresa parceira à companhia contratante.

O cadastro para concorrer às vagas do programa pode ser realizado no próprio site do CIEE. No portal é possível visualizar as empresas que estão oferecendo as oportunidades e tirar todas as suas dúvidas acerca do programa.

Cursos para aprendiz legal

Os cursos disponíveis através do programa são destinados para jovens que atendem os pré-requisitos e que estejam cursando o ensino fundamental e médio. Ou, então, que já tenham concluído o ensino médio.

As oportunidades são oferecidas para jovens oriundos do ensino público e que estejam a procura da primeira oportunidade de emprego no mercado de trabalho.

São diversos cursos disponíveis em diferentes áreas de atuação. Veja a seguir quais são:

  • Agronegócio
  • Aprendiz na Indústria da Carne
  • Auxiliar de Alimentação: preparo e serviços
  • Auxiliar de Produção Industrial
  • Comércio e Varejo
  • Logística
  • Módulo Básico (Mundo do Trabalho)
  • Ocupações Administrativas (CBO e Arco)
  • Operador de Caixa
  • Operador de Computador
  • Operador de Telemarketing
  • Serviços Bancários – Adolescente e Jovem

Dessa maneira, o aprendiz poderá encontrar o curso que mais se encaixa com seu perfil.

Metodologia

A metodologia do Aprendiz Legal foi desenvolvida para integrar jovens ao mercado de trabalho através do conhecimento teórico e de atividades prática. O conhecimento prático é obtido dentro da empresa contratante, sendo desenvolvido a partir da experiência e dos desafios do dia a dia da função exercida.

Com o objetivo de emponderar os jovens e prepará-los para o mercado de trabalho, o programa Aprendiz Legal foca mais na prática. A metodologia é baseada nas diretrizes da Lei de Aprendizagem e pelos conceitos pedagógicos da Metologia Telessala.

Essa metodologia é baseada na interação entre professores e aprendizes, colocando-os em um mesmo patamar. Assim, há uma troca de experiências e afinidades que são estrutura em cima da proposta pedagógica do programa, que é diversidade, juventude e trabalho.

Os ensinamentos são realizados dentro de um círculo onde o objetivo é a integração. Nessas reuniões são pautados assuntos que visam fortalecer a autonomia dos participantes e da relação entre eles.

Pré requisitos

O público-alvo do programa é adolescentes e adultos entre 14 a 24 anos. Essa idade não se aplica para participantes com deficiência física.

aprendiz legal

Além disso, os interessados deverão estar cursando o ensino fundamental ou o ensino médio, ou ter concluído os estudos, e ser oriundo de uma escola pública.

No site do programa é possível visualizar todas as instituições que implementam o Aprendiz Legal em todas as regiões do país.

Acesse (http://www.aprendizlegal.org.br/como-participar-aprendiz) e os números de telefone para todos os Estados. Basta ligar e se informar sobre as empresas que estão participando do programa.

Quem pode contratar o aprendiz legal

Toda empresa pode contratar aprendizes para integrar seu quadro de funcionários. A lei determina que empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes que seja no mínimo 5% e máximo 15% do quadro de funcionários.

Dessa forma, empresas de todos os segmentos e áreas de atuação que se encaixarem nesses requisitos poderão contratar aprendizes.

Conclusão

O programa Aprendiz Legal é uma das principais portas de entrada para o mercado de trabalho para jovens que estão em busca do primeiro emprego. A partir do programa, os participantes aprendem uma profissão e desenvolvem habilidades necessárias para o sucesso profissional.

Qualquer adolescente e adulto que atender os pré-requisitos poderá participar do programa. É uma ótima oportunidade para ingressar no mercado de trabalho e adquirir a independência funanceira.

Deixe um comentário